Testemunhos

 
  • “Dependo do sangue como se fosse um carro. Eu brinco que vou ao Hemocentro abastecer. Recebo plaqueta toda semana e sangue a cada 3 semanas. Penso no doador como aquele que está me mantendo viva. O sangue de um doador proporciona minha vida a cada 15 dias. Tenho anemia aplástica. Necessito de um doador de medula. A gente que precisa é muito grata aos doadores. Eu não os conheço, mas Deus deve conhecer. O doador não tem idéia do quanto o sangue é importante pra gente. O sangue não sobra, utilizamos tudo. Muitas pessoas hoje não doam por não saber da importância desse ato de amor. A doação de sangue permite que eu passe bons momentos com a minha filha. Eu sempre falo pras pessoas: - Não deixe pra dar valor ao seu sangue somente quando você precisar. Ele é muito valioso.” Flávia.
____________________________________________________________________
  • “Tenho 29 anos de idade. Há 28 anos recebo transfusão de sangue. Sofro de uma doença hereditária chamada anemia crônica. A cada 3 semanas necessito de transfusão de sangue. Essas pessoas, doadores, são meus irmãos de sangue. O sangue de outra pessoa totalmente estranha me ajuda a viver. É espetacular. Infelizmente muita gente não tem essa consciência. Não tenho palavras pra definir a gratidão. Procuro retribuir através de minhas atitudes no dia-a-dia. Praticar o bem, uma corrente de bem. Essas pessoas são verdadeiros heróis.” Luiz.

 

* Depoimentos transcritos da Rede Social do Hemocentro de Ribeirão Preto

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!